EMBAIXADORES DO CÉU

“A palavra de Deus nos diz que somos peregrinos nessa terra; e sendo assim, devemos agir como tal.”

Por Jully Patrocínio

O mundo ao nosso redor anda com passos largos, tudo cresce, tudo muda e tudo corre. O relógio não para pra ninguém; as construções não cessam e o conhecimento não fica estagnado. Quer dizer, quanto a este último, eu tenho minhas dúvidas...

Desde que o mundo é “mundo”, o ser humano está sempre buscando mais. “E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.” Gênesis 3:6

E sim, utilizo a Bíblia para embasar a expressão “desde que o mundo é ‘mundo’” porque nela está contida a palavra de Deus; e eu me assemelharia a um ser irracional se não aceitasse a palavra de um ser Supremo, Imortal e Eterno como verdadeira. E estas são apenas três de suas características únicas, pois longe dele elas não existem. “Ora, ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.” 1 Timóteo 1:17

Pois bem, desde que o homem comeu do fruto proibido e a Terra passou a ser “mundo”, o ser humano não se encontra satisfeito. E por quê? Porque antes da desobediência do ser humano tudo era, como podemos dizer, perfeito; o homem vivia em harmonia com Deus, com a natureza e com os animais. “Então Deus olhou para tudo que havia feito e viu que era muito bom (...)” Gênesis 1:31

E após a desobediência, Deus lançou o homem para longe de Sua presença, para fora do jardim (onde tudo era perfeito), para trabalhar pelo fruto que antes recebia de graça e para sofrer todas as consequências do que havia feito. “O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.” Gênesis 3:23

Então, é devido a essa desobediência que hoje sofremos aqui na Terra. Somos atraídos pelo pecado, isto é, pela desobediência a Deus; e quando tornarmo-nos praticantes do pecado, somos automaticamente condenados à morte. “Porque o salário do pecado é a morte (...) Romanos 6:23”

E o que é ser condenado a morte? É ser fadado a uma vida humana longe da presença de Deus; é viver uma vida vazia, sem sentido e sem contentamento. E como se isso não bastasse, ainda ir para o inferno quando a vida humana terminar. “(...) temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.” Lucas 12:5

“Então estamos todos fadados a viver longe de Deus e ir para o inferno???” Não! Quer dizer, estávamos! “Mas já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos;” 2 Coríntios 1:9

E foi por isso que Deus enviou seu único filho ao mundo, porque Ele ama tudo o que criou; e por amar a humanidade, não deseja que esta morra e vá para o inferno. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

É então por meio do filho único de Deus, chamado Jesus Cristo, que temos a chance de escapar do inferno.

E como isso funciona? A Bíblia diz que devemos confessar Jesus diante dos homens; ou seja, devemos manifestar publicamente que cremos nele. “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 10:32

E o que é crer em Jesus? É crer em seu próprio nome: o Salvador; é confessar que Jesus é o Cristo, ou seja, o Salvador ungido; aquele que foi designado pelo próprio Deus para salvar a humanidade da morte causada pelo pecado. Crer que Jesus é o Salvador é crer que precisamos de salvação; é entender que somos pecadores por natureza e que, sem ele, estamos condenados à morte e iremos para o inferno. “(...) Já não é pelo teu dito que nós cremos; porque nós mesmos o temos ouvido, e sabemos que este é verdadeiramente o Cristo, o Salvador do mundo.” João 4:42

Agora, o que seria essa vida que Jesus tanto fala? Nada mais, nada menos, do que a vida propriamente dita. A palavra vida é o contrário absoluto da palavra morte. Ora, onde existe vida, não existe morte. Para entendermos melhor, a vida a que Jesus se refere, é a vida eterna. “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.” João 6:47

Porém, só possui acesso a vida eterna aquele que crê em Jesus Cristo e é transformado por sua palavra. E essa transformação é evidenciada em suas ações. “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.” Tiago 2:17

Pois, uma vez transformados por Cristo, não nos comportamos mais como escravos do pecado, e deixamos para trás todas as obras da carne, ou seja, do pecado. É somente com uma vida transformada por Jesus Cristo que temos a chance de escapar do inferno e ir para o Reino de Deus, no céu. “Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.” Gálatas 5:19-21

Mas e então, como essa transformação se torna evidente? Simples, quando buscamos agir de acordo com a palavra de Deus, agindo como Jesus Cristo. Dessa forma, permitimos que o Espírito Santo habite dentro de nós e tenha liberdade para atuar sobre a nossa vida, assim veremos o fruto do Espírito. “O fruto do Espírito, porém, é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade” Gálatas 5:22

O dar liberdade para o Espirito Santo agir, porém, não é assim tão simples; pois ele não irá agir sobre uma vida que não busca se santificar. O seu próprio nome já diz, ele é Santo; e sendo santo, não pode habitar ou operar em uma pessoa que não se assemelha nenhum pouco a santidade. “E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.” Atos 5:32

Todavia, ao buscarmos a santificação, temos de nos lembrar de que ela não é parcial. Não, Deus não quer “só o coração”. O ser humano é composto de: 1. Espirito; 2. Alma e 3. Corpo; portanto, a santificação se faz necessária nos três estágios. “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Tessalonicenses 5:23

Por que Deus criaria um ser humano tripartido, que possui três partes, se só quisesse uma delas? Tomar como verdadeiro o conceito de que Deus “só quer o coração”, e que somente o “ser uma boa pessoa” é o que importa, deixa claro o quanto uma mente humana, não treinada pela palavra de Deus, pode ser pequena e frágil. Pois esses pensamentos não passam de mentiras; são falácias, inventadas pelo próprio Acusador; e que são aceitas pelos seres humanos que buscam um caminho mais fácil para chegar a Deus. “Porque já algumas se desviaram, seguindo Satanás.” 1 Timóteo 5:15

Não existe um caminho mais fácil. O único caminho que nos afasta do poder do pecado, retira a sentença de morte e nos livra do inferno, é através do sangue de Jesus Cristo. Só ele possui o poder para nos levar ao Reino de Deus. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” João 14:6

E é exatamente esse o mais que o ser humano tanto busca. Não fomos criados para viver afastados da presença de Deus, isso é uma consequência do pecado. Por isso, enquanto estivermos aqui, vivendo uma vida longe dele, nunca estaremos satisfeitos; estaremos sempre à procura de algo mais. E esse algo mais é, justamente, o Reino dos céus. “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” 1 Coríntios 2:9

A palavra de Deus nos diz que somos peregrinos nessa terra; e sendo assim, devemos agir como tal. Não podemos seguir a maré deste mundo, mas sim, ir contra ela. Não é porque todo mundo faz que nós devemos fazer, muito pelo contrário. Precisamos analisar qual o real sentido de tal ação; “por que estou fazendo isso?”, se a resposta for simplesmente “porque eu quero”, ou “porque todo mundo faz”, estaremos à um passo da desobediência, podendo nos tornar escravos do pecado; e isso não é a vontade de Deus. “E não vivam conforme os padrões deste mundo, mas deixem que Deus os transforme pela renovação da mente, para que possam experimentar qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Como forasteiros em terra estranha, estamos aqui apenas de passagem. Mas não à toa. Somos embaixadores do céu, viemos a este mundo como emissários do Reino de Deus, e temos uma missão. “E disse-lhes: Vão por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15

Por fim, todo aquele que tiver sua vida transformada por Jesus Cristo, deve buscar santificar-se (espírito, alma e corpo); dando assim liberdade ao Espírito Santo para fazer a vontade de Deus, o Pai. Aquele que alcançar renovo, pelo Espírito, deve se portar como estrangeiro nessa terra, afim de que sua própria vida lhe sirva de testemunho.

 

“Portanto, não percam a confiança de vocês, porque ela tem grande recompensa. Vocês precisam perseverar, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcancem a promessa. “Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não irá demorar; mas o meu justo viverá pela fé; e, se retroceder, dele a minha alma não se agradará.” Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição, mas somos da fé, para a preservação da alma.” Hebreus 10:35-39